quinta-feira, 8 de abril de 2010

Clero de Águeda e Oliveira do Bairro em passeio-convívio conjunto


Em Ano Sacerdotal, dia ficou marcado pela homenagem-evocação do Monsenhor Raul Duarte Mira

O Clero dos Arciprestados de Águeda e de Oliveira do Bairro realizaram, no dia 7 de Abril, um passeio-convívio conjunto. Ao todo, Vinte padres e diáconos participaram na iniciativa que assinalou, de forma especial, o Ano Sacerdotal, promulgado pelo Papa Bento XVI, e que serviu para um convívio proveitoso de todos os participantes e ainda para prestar homenagem ao Monsenhor Raul Duarte Mira, natural do Luso, e que foi presbítero da Diocese de Aveiro, onde exerceu diversificados cargos, chegando a ser Vigário Geral.
A jornada começou pelas 10h00 e, transportados em autocarro, a comitiva seguiu para Penacova, onde foi possível apreciar a paisagem sobre o Rio Mondego, não sem antes fazer a Oração da Manhã, com a Hora Intermédio do Ofício Divino.
O Mosteiro de Lorvão foi a paragem seguinte, na qual se realizou uma visita guiada ao Mosteiro que foi casa de três diferentes Ordens Religiosas e onde estão sepultadas as filhas de D. Sancho I, D. Teresa e D. Sancha. Os padres e diáconos foram atendidos pelo guia do Mosteiro que os levou a ver a Igreja do século XVIII, o Claustro e ainda o pequeno Museu, localizado na Sala do Capítulo.
A próxima paragem decorreu para o almoço partilhado, em jeito de piquenique, junto aos Moinhos de Penacova, com uma vista fabulosa, para as localidades envolventes. O almoço – onde nada faltou, fruto da exímia organização do Pe. Cruz, de Oliveira do Bairro – foi tempo de ameno convívio, onde não faltou a alegria e a boa disposição, que, aliás, foram marca característica de todo o dia.
O passeio seguiu, depois, até à Mata Nacional do Bussaco e ao Luso, onde os participantes passaram a maior parte da tarde. Alguns mais corajosos ainda fizeram a pé, o percurso desde a Cruz Alta até ao Palace Hotel. E, aqui, palmas ao Pe. José Belinquete que não virou a cara ao desafio.
Um dos momentos altos do passeio aconteceu logo depois: na freguesia do Luso, os padres e diáconos dos dois Arciprestados aveirenses evocaram e homenagearam o Monsenhor Raul Duarte Mira, junto do seu busto, colocado no adro da Igreja paroquial, em Maio de 2008. O Monsenhor João Gaspar, que também participou no passeio, orientou um pequeno, mas sentido, momento de oração, dando graças pela vida sacerdotal e de entrega a Deus e aos irmãos do Monsenhor Mira.
Do Luso, a comitiva partiu para terras de Oliveira do Bairro, onde, na Igreja paroquial de Fermentelos, houve a celebração da Eucaristia. Momento festivo, de acção de graças, de gratidão e de súplica congregou clero e algumas dezenas de fiéis. O Pe. Júlio Grangeia, arcipreste de Águeda, presidiu à Eucaristia, que foi dinamizada e animada por um grupo de jovens de Fermentelos, que ofereceram a cada um dos padres e diáconos uma pequena lembrança pascal. O presidente da celebração aproveitou para dizer, agradecendo o gesto, que a melhor oferta que poderiam fazer, era que alguém se sentisse interpelado e impelido a entregar a sua vida a Cristo, no ministério sacerdotal ordenado.
Finda a Eucaristia, alguns dos participantes ainda se dirigiram para o Centro Pastoral de Fermentelos onde se realizou novo convívio (agape) à volta da mesa.
No cômputo geral, foi uma jornada de verdadeira alegria e boa disposição, na qual padres e diáconos de dois Arciprestados quiseram estar juntos para conviver. E, sem datas marcadas, ficou registado, na memória e no coração dos participantes, que para o ano se pode repetir.
Mais Fotos

José António Carneiro
Delegado da Comunicação Social e Internet

1 comentário:

victor cardoso disse...

Apesar de alguns pontos de vista diferentes há uma coisa que penso que nos une: Jesus Cristo, e isso é o mais importante!Naturalmente e também a amizade com alguns destes sacerdotes, que me têm ajudado a crecer enquanto leigo e povo sacerdotal.
Votos de felicidades para todos vós!

Victor Cardoso